27/09/2009

Pão de Minuto

4 xícara(s) (chá) de farinha de trigo peneirada(s) 4 unidade(s) de ovo 4 colher(es) (sopa) de açúcar 2 colher(es) (sopa) de manteiga 2 colher(es) (sopa) de fermento químico em pó 1/2 colher(es) (sopa) de sal 1/4 xícara(s) (chá) de leite Peneire a farinha, faça um furo no meio e coloque todos os ingredientes. Misture e amasse bem, até soltar das mãos. Faça pãezinhos, pincele com gema e asse em fôrma untada até que estejam dourados. Obs; use fermento biológico no lugar do químico se quiser e deixe descansar por uns 20 minutinhos

24/09/2009

Arroz das Filipinas

Eu fiquei encantada! E só sosseguei depois que consegui tecer esta cestinha!!Estou esperando um momento especial para fazer este arroz! È claro que vou dar meu toque pessoal!!

18/09/2009

As visitas do Coronel Ruberto Porto.

Ilustre e conceituado coronel da região, assim como outros homens importantes da política faziam parte do círculo de amizades de meu avô. E todos os Domingos era convidado cativo para o almoço na casa da fazenda ,morada de meus avós.Eu não me recordo dessa época pois ainda nem nascida era. Mas minha mãe conta que ele chegava em um elegante e bem arriado cavalo. Apeava do mesmo e o amarrava sobre a sombra do gigantesco pé de Oiticica. A conversa naturalemnte se desnrrolava calorosa na sala de visitas sobre política e sobre negócios, enquanto na cozinha a todo vapor minha avó se esmerava no almoço. Não, desta vez as galinhas ciscavam no terreiro tranquilas. Se era uma visita que as deixavam tranquilas, era a do coronel . Por saber que seu prato favorito era peixe. Para ser mais precisa Cavala.E meu avó partilhava do privilégio de compra-las fresquinhas na beira da praia. As melhores eram guardadas para ele. Conta minha mãe que o arroz até doia na vista de tão branco; e pontinhos verdes se destacavam de forma harmoniosa . Era cheiro verde picado miudinho . O aroma da cavala "amoquenhada*" (de véspera) invadia toda a aréa da cozinha e alpendres adjacentes... Numa panela separado estava já o leite de coco puro espremido da própria fruta com as mãos, esperava o momento ideal de mergulhar as postas de cavala ,para dar uma fervura rápida.Nada mais que cinco minutos. Farofa de leite de coco, arroz branquinho com cheiro verde, salada fresca da horta, naturalmente, pirão de farinha de mandioca em forma de monte; regado com leite grosso de coco; a cavala disposta em uma travessa estilo vitoriana fechava o cardápio. nem preciso dizer que toda a louça era estilo vitoriana. Minha mãe conta que somente depois de toda a mesa posta e revisada por minha avó é que o convidado era chamado a mesa.Dava gosto de olhar!. E o almoço transcorria tranqüilo e amigável.Na cozinha o reboliço era total!As vezes ele trazia seu filho para almoçar também. Rapaz bonito e garboso. Bom partido! As moças da casa ficavam alvoroçadas...mas sabe como é...naquela época mulher não descutia política, nem muito menos as moças solteiras, participavam de conversas de homens... Fico pensando...bem que eu podia ter nascido nesta época.Ia adorar apreciar a louça, o estilo de vida de meus avós. Amoquenhar: ato de assar por pouco tempo o peixe. Na época de meus ávos fazia da seguinte forma;retirava uma palha de carnaubeira, retirava o talo cortava em pedaços médios e os dispunha sobre brasas bem quentes.E colocava o peixe para assar por cima dos talos,por pouco tempo. Assim procedia-se por não haver como conservar em geladeira.

Que fofura

09/09/2009

Voltando aos jantares da casa da fazenda de meus ávos...

Eu me recordo bem, quando ainda criança,na casa de meus avós,meu tio chegando da cidade com a família para passar uns dias na casa da fazenda. Eu sentia um clima mágico no ar. Instalava-se na casa toda um reboliço, uma euforia festiva, parecia que ao invés de meu tio, chegava um rei e toda a sua corte. O cardápio do almoço era galinha caipira, pega no quintal! Coitada, acho até que as pobrezinhas já sabiam que morriam em série, quando avistavam meu tio chegando! O fogão era a lenha. Fechando os olhos,posso vê-lo ! Ainda bem que as lembranças não envelheçem e, até podemos dizer "até pareçe que foi ontem"! galinha caipira, cozida com molho e ervas retiradas do canteiro (horta).Escrevendo estas memórias recordo-me de minha avó .Uma senhora corpulenta, que andava com grande saia, de bons princípios,mas muito Matriarcal. O jantar era mesmo especial. A mesa era posta com muito esmero.Uma toalha impecável, retirada do baú de madeira pesada;( o que eu não daria para ter aquele baú hoje aqui comigo) ricamente bordado.Lá continha uma infinidade de jogos de cama ,mesa e banho para ocasiões especiais. A janta era sempre peixe fresquinho no leite de coco. Pirão de farinha de mandioca modelado sobre uma bandeja, em forma de monte; regado com o leite de coco bem grosso por cima.Arroz branco. Uma travessa com cajú cozido... Sobremesa; doce de coco com mamão... Hoje eu me recordo, e fico fascinada como minha avó e minha mãe eram requintadas naquele tempo. Para finalizar o jantar um bonito jogo de xícaras impecavelmente dispostos sobre a mesa,para servir o cafezinho...Aquele bule tão majestoso!Acho que foi nesta época que fiquei fascinada por bules, xícaras e chaleiras!!! Eu,bem pequena,mas isso tudo me fascinava de forma extraordinária...

Dicas

Você quer passar algumas horas divertidas, na companhia de gente agradável, e ainda oferecer-lhes um tributo ao paladar? Convide-os para jantar em sua casa, não se esquecendo dos detalhes que despertam todos os sentidos. ° Até à época da Revolução Francesa, o jantar consistia na refeição que se fazia ao meio da jornada. Até então, este era antecedido apenas pelo almoço, refeição esta que representava a primeira do dia. Em conveniência aos horários da deliberação da Assembleia, acabou se criando o hábito de interpor uma refeição a estas duas, a qual adotou o nome de almoço (dejeneur), passando a primeira para pequeno almoço (petit dejeneur), que aqui no Brasil se denomina café da manhã. Então o horário do jantar arrastou-se para mais tarde, até chegar ao horário de hoje em dia. ° No jantar, use pratos de poucas calorias.

05/09/2009

Mergulho no passado

Tomates recheados,que mergulho na minha adolescência!Minha mãe costumava fazê-lo aos domingos...

Mamãe disse;

Não brinque com a comida!

Dicas especiais

Café com chocolate: Para dar um sabor especial ao cafezinho coloque no filtro, junto com o pó, uma colher pequena de achocolatado. Não exagere na quantidade. Fica suave e dá um gostinho todo especial. Café com leite: Para um delicioso café da manhã, coloque um pouco de leite condensado numa xícara, adicione um pouquinho de café solúvel e água quente. Misture tudo e saboreie esta delícia junto com pães, bolos ou biscoitos. Café sempre quente: Para o café ficar quente por mais tempo na garrafa térmica é muito simples. Coloque a água para ferver. Assim que começar a levantar fervura, lave a garrafa térmica em água corrente, despeje a água quente dentro e feche bem. Em seguida, faça o café. Assim que estiver pronto, retire a água e coloque o café.

Algumas dicas

Nada como compartilhar o sabor da primeira refeição com alguns amigos, primando nos detalhes que envolvem todos os sentidos, para o despertar de um novo dia. ° Você pode convidar por telefone ° Confecione você mesma(o) o convite, usando a sua criatividade ° Os convites devem ser feitos, no mínimo, com 3 ou 4 dias de antecedência ° O melhor horário para a chegada deve ser estipulado entre as 8 e 9
horas ° Não se esqueça de confirmar a presença dos convidados, para poder compor os lugares à mesa DICA: ° Compre dessas embalagens minúsculas, de alguns dos ingredientes que compõem o café da manhã ° Envolva-a em papel celofane ° Amarre com uma fitinha ° Preencha um cartão, onde deve constar a descrição da ocasião, data, horário e endereço ° Fure o cartão com um furador de papel ° Prenda o cartão na fitinha Coloque uma música ambiente, em volume baixo (para não atrapalhar a conversa), e de preferência, instrumental. Prepare o ambiente na sala, no terraço ou no jardim. Optando por toalha: ° Cubra a mesa com uma toalha, (de preferência lisa, e de uma cor que combine com o jogo de pratos e xícaras) ° Os donos da casa nunca devem ocupar as pontas, (para que possam intermediar as conversas) ° Os donos da casa devem ficar um de frente para o outro ° Coloque os convidados mais importantes, (seja qual for o critério que usar), ao lado dos donos da casa, em grau decrescente, à direita e à esquerda, colocando os homens ao lado da mulher, e vice-versa ° Intercale homens com mulheres, colocando os casais frente a frente